Inferências espontâneas de traço: Os quatro paradigmaschave

Tânia Ramos, Diana Orghian, Leonel Garcia-Marques

Resumo


Uma inferência espontânea de traço (IET) ocorre quando, após a observação de um comportamento, se infere um traço de personalidade acerca do actor do comportamento, de forma espontânea (i.e., sem intenção nem consciência) (Uleman, Newman, & Moskowitz, 1996). A evolução desta área de investigação tem sido marcada pela tentativa de desenvolver paradigmas experimentais capazes de capturar a natureza implícita do fenómeno. No presente artigo, descrevemos os pressupostos e procedimentos experimentais dos quatro paradigmas que têm sido mais utilizados para investigar a ocorrência de IETs: (a) paradigma de recordação com pistas; (b) paradigma de re-aprendizagem; (c) paradigma do reconhecimento da palavra-teste; (d) paradigma dos falsos reconhecimentos. A importância destes paradigmas relaciona-se com a sua aplicabilidade ao estudo de processos inferenciais e de memória.


Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/lp.677

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrónico: 1646-6004 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.