Insucesso escolar e factores de risco do aluno – Validação de uma nova medida de auto-resposta numa amostra alargada de alunos do 2º e 3º ciclo do ensino básico

Rita Ramos Miguel, Daniel Rijo, Luiza Nobre Lima

Resumo


O insucesso escolar radica num conjunto vasto de factores de risco, os quais têm vindo a ser incluídos na literatura em três categorias específicas: família, escola e factores individuais. Embora as duas primeiras categorias desempenhem um papel importante no fenómeno do insucesso, são os factores do próprio aluno, isto é, as suas variáveis cognitivas, comportamentais e interpessoais, os que possuem um papel de maior interesse ao nível da intervenção psicológica reabilitativa, por serem factores de risco modificáveis. Para avaliá-los, foi desenvolvida uma medida de auto-relato – Auto-avaliação dos factores de Risco do Aluno, no âmbito do projecto Rede de Mediadores para o Sucesso Escolar (Associação dos Empresários Para a Inclusão Social – EPIS), com base em evidências teóricas e a partir da experiência do terreno neste projecto.

Esta investigação tem como objectivo validar essa medida em alunos do 2º e 3º ciclo de escolaridade.

Os resultados mostram que a escala avalia 8 dimensões empíricas robustas do ponto de vista psicométrico (que explicam 52.7% da variância total): problemas de comportamento e de autoregulação, rejeição pelos pares, baixo auto-conceito escolar, desvalorização da escola, ansiedade de desempenho, ausência de rotinas de estudo, baixa auto-eficácia escolar, e desconfiança face aos professores. A AFRA revelou ser capaz de discriminar entre alunos com diferentes graus de rendimento, bem como entre alunos com e sem história de reprovação.

 


Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/lp.681

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrónico: 1646-6004 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.