Estou caidinho(a) por ti. Concepção e validação do Índice do Sentimento C (“estar caidinho por...”)

David Rodrigues, Teresa Garcia-Marques

Resumo


O fenómeno geral de atracção interpessoal é complexo e transversal a diferentes sentimentos de cariz positivo (e.g., paixão, amor, atracção sexual), sendo normalmente associado ao conceito de atitude. Interessa-nos especificamente estudar o sentimento de “estar caidinho por...”, ou seja, o sentimento subjacente à atracção que pode ser continuada no tempo sem interferências na vida amorosa das pessoas, ou que pode ser despoletado num primeiro momento em que não conhecemos ou sabemos o suficiente sobre a pessoa.

Estudos prévios permitiram analisar o sentimento de atracção inicial e construir o Índice de Atracção Inicial (IAI), desenvolvido para aceder à atracção sentido num primeiro momento de contacto entre duas pessoas. A medida revelou possuir boas propriedades métricas, bem como a capacidade para discriminar alvos associados a relacionamentos interpessoais com diferentes graus de atracção interpessoal. O presente estudo foca o processo associado à redução e adequação desta medida, com base nos dados anteriormente recolhidos, a este sentimento de “estar caidinho por...” (Sentimento C). Após a sua concepção, o Índice do Sentimento C (Índice C) foi igualmente submetido a uma análise das suas propriedades métricas, considerando um alvo de atracção (Estudo 1) ou uma pessoa desconhecida (Estudo 2). Discutiremos a necessidade e importância de uma medida como o Índice C para o campo de estudo da atracção interpessoal.

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/lp.754

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrónico: 1646-6004 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.