Procedimento de indução de estados de espírito, de Velten. Tradução e adaptação à língua portuguesa

Maria Manuel Luz Lopes, Teresa Garcia-Marques

Resumo


Este artigo apresenta a tradução e validação para a população portuguesa de um dos procedimento de indução de estados-de-espírito mais utilizados na literatura: o procedimento de Velten. Este procedimento define-se pela leitura de um conjunto de frases que promovem um de três estados-de-espírito: positivo, neutro, negativo. A adaptação realizada do procedimento de Velten, foi “crítica”, no sentido em que se introduziram algumas modificações que poderiam potenciar e/ou explicar a eficiência do procedimento. Assim, em vez de se utilizar a versão original de Velten recorreu-se a uma versão reduzida; em vez de se realizar aplicações individuais adaptou-se o procedimento a uma situação grupal; e testou-se a importância das instruções originais de Velten que tornam o processo de indução consciente. Os resultados sugerem a eficácia geral do procedimento, sendo esta maior na versão que utilizou as instruções originais.

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/lp.772

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrónico: 1646-6004 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.