Uma nova perspectiva em saúde mental do bebé: A experiência da Unidade da Primeira Infância

Maria José Gonçalves

Abstract


Neste artigo é descrita de forma sucinta a evolução dos conhecimentos na área da saúde mental do bebé nos últimos 20 anos e discutida de forma crítica, à luz dessa evolução, a prática e filosofia de intervenção da Unidade da Primeira Infância. Sendo a primeira prioridade da Unidade a prevenção em saúde mental, é primeiramente feita uma análise do risco, em termos de resiliência e vulnerabilidade. A partir de duas vinhetas clínicas pretende-se demonstrar que a avaliação da vulnerabilidade e do risco deve, no entanto, ter em consideração a dimensão intrapsíquica, nomeadamente a qualidade das experiências precoces do self.

Keywords


experiências do self; mecanismo do risco; psicopatologia



DOI: https://doi.org/10.14417/ap.113

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC