A dissociação dos efeitos das expectativas nas impressões e memória de pessoas e grupos: O Modelo TRAP

Leonel Garcia-Marques, David L. Hamilton, Margarida Garrido, Rita Jerónimo

Resumo


O presente artigo apresenta um novo modelo de memória de pessoas e grupos – o Modelo TRAP (Twofold Retrieval by Associative Pathways). O Modelo TRAP foi primordialmente desenvolvimento para resolver a aparente discrepância entre efeitos de congruência tipicamente obtidos em medidas de julgamento e de incongruência tipicamente obtidos em medidas de recordação livre. O Modelo distingue entre dois modos de recuperação – o modo heurístico e exaustivo. Essa distinção permite resolver a discrepância frequentemente obtida entre medidas de julgamento e de recordação.

O desenvolvimento do Modelo TRAP permitiu quer encontrar novas variáveis capazes de dissociar os dois modos de recuperação quer construir novas hipóteses sobre o processo de formação de impressões. O presente artigo discute os pressupostos teóricos do modelo e apresenta os principais resultados empíricos até hoje obtidos.

Palavras-chave


efeito de incongruência;correlações ilusórias;Modelo TRAP

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.12

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC