Depressão materna e representações mentais

Cristina Marques

Resumo


A depressão materna merece um lugar especial entre as situações em que a qualidade do investimentomaterno se encontra comprometida, não só pela sua frequência, mas também pelo papel que ultimamente lhe tem sido atribuído enquanto factor de risco psicopatológico para o desenvolvimento de perturbaçõesemocionais na criança. Neste trabalho são analisadas de forma mais detalhada as representações mentais de mães com sintomatologia depressiva e o seu impacto nas interacções mãe-criança, a partir de um estudo realizado na Unidade da Primeira Infância com o objectivo de avaliar adepressão materna (em correlação com outros factoresde risco significativos) e o funcionamento psico-emocionaldos filhos de mães deprimidas.

É efectuada uma reflexão sobre os resultados desta investigação, sendo de destacar as diferenças significativas encontradas entre mães deprimidas e não deprimidas relativamente às percepções de si próprias, da criança e a aspectos da identificação mãe-criança.


Palavras-chave


depressão materna; representações mentais; relação mãe-criança

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '