Estratégias de coping em estudantes do Ensino Superior

Etã Sobal Costa, Isabel Pereira Leal

Resumo


O coping é o conjunto de estratégias cognitivas e comportamentais desenvolvidas pelo sujeito para lidar com as exigências internas e externas que são avaliadas como excessivas ou as reacções emocionais a essas exigências.

O presente estudo exploratório teve como objectivo determinar quais estratégias de coping eram mais utilizadas pelos estudantes do ensino superior de Viseu, comparando as suas diferenças em função do sexo, opção do curso, estatuto de mobilidade e área de estudos.

A Escala Toulousiana de Coping – ETC (Esparbès, Sordes-Ader & Tap, 1993) foi aplicada a uma amostra de 401 estudantes universitários das três instituições superiores da cidade – Instituto Piaget (n=175; 43.6%), Instituto Politécnico (n=193; 48.1%) e Universidade Católica (n=33; 8.2%), sendo 109 (27.2%) do sexo masculino e 292 (72.8%) do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos, com média de 21.3 anos (dp=2.29).

Os resultados demonstraram que as estratégias de coping mais utilizadas são o Controlo e o Suporte Social, com prevalência desta última no sexo feminino, mas os valores obtidos na estratégia de Retraimento apresentaram diferenças significativas quando se comparou a opção do curso e o estatuto de mobilidade.


Palavras-chave


Estratégias de coping; estudantes do ensino superior

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '