Validação de um instrumento sobre diversas perspectivas da morte

José Barros-Oliveira, Félix Neto

Resumo


Spilka et al. (1977) construíram e estudaram um questionário contendo oito escalas breves que avaliam outras tantas perspectivas face à morte – Death perspectives scales. Estas escalas foram traduzidas para português e estudadas as suas características psicométricas numa amostra diversificada de 387 sujeitos, incluindo quatro grupos: freiras, seminaristas, estudantes universitários e professores. Estas escalas manifestaram possuir, na tradução e adaptação portuguesa, uma boa estrutura psicométrica e uma boa consistência interna, além de suficiente validade concorrente e discriminante, podendo assim constituir um instrumento válido para avaliar diversas perspectivas em relação à morte em diversos grupos. Neste estudo, os dois grupos de religiosos, em confronto com outros dois grupos não religiosos, avantajaram-se quanto à sua capacidade de interpretar e de lidar com a morte, manifestando particularmente uma maior crença na vida para além da morte.

Palavras-chave


morte; perspectivas sobre a morte; religião; personalidade

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC