A abordagem cognitivo comportamental no tratamento das perturbações do comportamento alimentar

Ana Rita Vaz, Eva Conceição, Paulo Machado

Resumo


As Perturbações do Comportamento Alimentar (PCA) são doenças raras, mas que implicam grande comorbilidade psíquica e têm, por vezes, complicações médicas sérias. Apesar do tratamento ser complexo e difícil, os estudos tem demonstrado que o tratamento Cognitivo-Comportamental se apresenta como o mais eficaz e o de primeira escolha para estas perturbações. A investigação tem vindo a focar-se no estudo dos processos psicopatológicos que mantém o problema, e nas componentes terapêuticas que permitem melhorar a eficácia do tratamento. Este comentário propõe-se a fazer uma análise das particularidades e evolução do tratamento Cognitivo-Comportamental para as Perturbações Alimentares, enquadrando-o na teoria Cognitivo-Comportamental e na perspectiva transdiagnóstica das PCAs. O comentário reflecte ainda sobre a importância de uma abordagem de tratamento por passos, que permite uma adaptação da intensidade terapêutica às necessidades pessoais do paciente, de forma a maximizar a relação custo-eficácia e a fazer chegar a cada paciente, a quantidade de tratamento adequada.

Palavras-chave


Perturbações do comportamento alimentar; Terapia cognitivo-comportamental

Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISBN (in print): 0870-8231 | ISBN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.