A saúde mental na inserção social da pessoa com cegueira adquirida

Maria João Silveira, Arménio Sequeira

Resumo


As problemáticas dos processos de inserção das pessoas com deficiência constituem hoje tema de discursos políticos e sociais, mas também assunto de profundo interesse de estudiosos e investigadores das áreas das ciências humanas e sociais. Diferentes trabalhos mostram a importância de investigações onde a diferenciação dos contextos e das deficiências sejam preocupação de relevo. A cegueira, neste quadro, apresenta especificidades que importa melhor conhecer para intervir.

Realçam-se, neste estudo, os factores de controlo pessoal sobre as envolventes físicas, sociais e económicas. Por outro lado, a cegueira parece induzir mais vulnerabilidade à ansiedade, dificuldades adaptação social e depressão que, quando se prolongam, parecem provocar consideráveis níveis de dependência e isolamento. Face a tal quadro numa maior atenção ao confronto dos quadros psicológicos e funcionais no processo de reabilitação parece impor-se.


Palavras-chave


Cegueira; processos de inserção; processo de reabilitação; quadros psicológicos; quadros funcionais

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.332

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '