Saúde na diversidade: Desenvolvimento de serviços de saúde mental sensíveis à cultura

Carla Moleiro, Marta Gonçalves

Resumo


O presente artigo reflecte sobre o desenvolvimento de serviços e de profissionais de saúde mental sensíveis à cultura. A diversidade étnica da população nacional e internacional é uma realidade crescente, a qual exige uma resposta do ponto de vista dos serviços de saúde e promoção de bem-estar global dos indivíduos. A especificidade destas populações tem conduzido a uma subutilização dos serviços de apoio existentes, que não se encontram ajustados ao nível da sua competência intercultural. Apresentamos um projecto de investigação-acção sobre acesso dos imigrantes aos cuidados de saúde mental na infância desenvolvido na Suíça, bem como os principais objectivos de um projecto de investigação para o desenvolvimento de serviços sensíveis à cultura em Portugal. Discutimos a importância da investigação participada, que envolve e dá voz aos grupos étnicos minoritários e às suas experiências, necessidades e obstáculos no acesso e recurso à saúde psicológica. Finalmente, defendemos a importância de formação de profissionais, não como uma necessidade das minorias, mas de todos os indivíduos numa sociedade intercultural.


Palavras-chave


Competência; Cultura; Interculturalidade; Saúde mental

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.353

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC