Aspectos metodológicos de um estudo de caso de psicose

Sandra Paula Oliveira

Resumo


No âmbito do estudo da perturbação psicótica, propomo-nos expor, sob a perspectiva psicodinâmica, o percurso evolutivo de um paciente com esquizofrenia em processo de tratamento numa comunidade terapêutica ,especialmente vocacionada para a intervenção na doença mental grave. Neste contexto, o presente artigo, pretende fundamentalmente salientar a metodologia de investigação utilizada, baseada na aplicação do método do estudo de caso individual.

Sendo assim, foram delineados toda uma série de procedimentos metodológicos com o fim de atenuar algumas das limitações inerentes a este tipo de estudos. Por fim, são tecidas algumas considerações (sob a forma resumida), que, embora não assumindo um carácter conclusivo, pretendem realçar alguns dos principais aspectos a reter deste nosso estudo.


Palavras-chave


Estudo de caso; perturbação psicótica; comunidade terapêutica; Menninger Scales

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.367

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC