Psicologia Comunitária: Contributos para o desenvolvimento de serviços de base comunitária para pessoas com doença mental

José H. Ornelas

Resumo


O artigo descreve e reflecte acerca de como uma intervenção comunitária, inspirada nos princípios e valores da Psicologia Comunitária, tem vindo a ser implementada nos últimos vinte anos na área da saúde mental e como contribuiu e influenciou a mudança do sistema de saúde mental em Portugal.

No decurso deste período foi estruturado um sistema de suporte de base comunitária de modo a proporcionar serviços de habitação e emprego apoiados, enfatizando a utilização dos contextos naturais, como as escolas e empresas regulares e toda a miríade de recursos sociais disponíveis para a população em geral. Uma abordagem contextualista e ecológica da intervenção individual tem vindo a ser desenvolvida focalizando-se na mobilização dos recursos naturais, na expansão das redes e suportes sociais e na manutenção das pessoas com experiência de doença mental activas na vida da comunidade. O movimento da ajuda-mútua tem também sido um contributo crucial para a melhoria e fortalecimento do papel social das pessoas com doença mental.

Este sistema foi inspirado na teoria de empowerment e na missão do recovery, operacionalizados através da participação comunitária.


Palavras-chave


Saúde Mental Comunitária; pessoas com doença mental; empowerment; recovery

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.425

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '