A análise factorial de correspondências na investigação em psicologia: Uma aplicação ao estudo das representações sociais do suicídio adolescente

Abílio Oliveira, Virgílio Amaral

Resumo


Apresentamos a Análise Factorial de Correspondências (AFC), uma técnica de análise de dados qualitativos com grande adequabilidade e aplicação no estudo de diferentes objectos, situações e fenómenos, nos mais diversos domínios da psicologia, em particular, no vasto campo das representações sociais.

A AFC é um método de estatística descritiva multivariada que evidencia as afinidades entre as linhas e colunas de uma matriz de dados, e baseia-se na hipótese da independência entre as linhas e as colunas dessa mesma tabela (e.g. Doise, Clémence & Lorenzi-Cioldi, 1992; Lorenzi-Cioldi, 1983).

Definimos a AFC no âmbito das análises factoriais, em geral, caracterizamo-la nos seus aspectos essenciais, de utilização e interpretação, e comparamo-la com outros métodos de análise de dados qualitativos.

Exemplificamos a aplicabilidade desta técnica de análise de dados recorrendo a alguns resultados parciais de um estudo, em que os dados foram tratados e interpretados a partir de AFCs, à luz da teoria das representações sociais.

Este estudo integra uma vasta investigação empírica, desenvolvida no âmbito de um trabalho de doutoramento em psicologia social, centrado nas representações sociais da morte, do suicídio e da música na adolescência (cf. Oliveira, 2004, 2007).


Palavras-chave


Análise factorial de correspondências; adolescência; suicídio; psicologia; representações sociais

Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISBN (in print): 0870-8231 | ISBN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.