Masculino e feminino: Alguns aspectos da perspectiva psicanalítica

José Afonso

Resumo


Classicamente, na teoria Psicanalítica, masculino e feminino só são percebidos após as posições activo//passivo e fálico/castrado, que seriam a base da construçãoda identidade sexual. Hoje em dia sabemos que estes aspectos são apenas uma parte da sua definição. O conhecimento das diferenças sexuais é precoce e as vicissitudes da vida pulsional, ocorridas na relação, fixam a identidade ao longo do processo de desenvolvimento. As perspectivas mais actuais da psicologia feminina enfatizam a identidade sexual e de género, imagem corporal e auto-representação, resposta sexual e maternidade empática. Algumas limitações na visão freudiana, relacionam-se quer com aspectos culturais quer com a falta de dados de observações infantis, bem como a ausência do ponto de vista teórico das relações objectais e do ‘self’. Aqueles dados e o desenvolvimento da teoria, acrescentaram muito ao conhecimento psicanalítico, também no que diz respeito à sexualidade masculina, ampliando a perspectiva clássica. É sobre esta evolução teórica que o autor se propõe reflectir.


Palavras-chave


Identidade sexual; psicanálise; masculino; feminino

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.448

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC