Psicologia Pediátrica e seus desafios actuais na formação, pesquisa e intervenção

Marina Menezes, Carmen Ocampo Moré, Luísa Barros

Resumo


O presente artigo visa apresentar os desafios actuais da psicologia pediátrica no âmbito da formação, pesquisa e intervenção. Após breve resgate histórico das diferentes áreas que se conjugam na psicologia pediátrica, enquanto campo teórico-científico, analisa-se a formação nessa área, observando-se o constante processo de “desconstrução de saberes tradicionais”, não os renegando enquanto conhecimentos já instituídos cientificamente, mas integrando-os na intervenção e ou pesquisa, a partir das demandas que se impõem ao profissional no contexto infantil. Nessa perspectiva, aponta-se a necessidade do mesmo desenvolver, durante sua formação, as habilidades e competências necessárias para actuar de forma contextualizada com crianças, suas famílias e equipe de saúde. Assim as acções do profissional de psicologia pediátrica devem ser necessariamente orientadas pelos pressupostos da humanização, integralidade e promoção da saúde, visto que não se concebe mais a dissociação das acções da esfera físico-mental-social, no atendimento à saúde infantil.


Palavras-chave


Psicologia pediátrica; formação; pesquisa; intervenção

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.490

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC