A concordância entre medidas sociométricas e a estabilidade dos estatutos sociais em crianças de idade pré-escolar

Inês Peceguina, António J. Santos, João R. Daniel

Resumo


O conceito de sociometria, introduzido por Moreno (1934/1953), refere-se a um conjunto de métodos que permitem identificar, simultaneamente, a estrutura social dos grupos e a posição relativa que cada indivíduo ocupa, na referida estrutura. Não obstante a sua utilização recorrente, em diversos campos da psicologia, são poucos os estudos (e.g., Jiang & Cillessen, 2005; Wasik, 1987; Wu, Hart, Draper, & Olsen, 2001) que, durante o período correspondente ao pré-escolar (i.e., entre os 3 e os 5 anos de idade), avaliam a questões da concordância entre as avaliações obtidas através de diferentes medidas, sendo mais comum que se considere a estabilidade de cada medida, de modo a analisar, por exemplo, a evolução das classificações sociométricas (i.e., estatuto no grupo de pares).

No presente estudo, foram entrevistados 263 crianças, 140 do sexo feminino e 123 do sexo masculino, distribuídas por 11 grupos (3 de 3 anos, 4 de 4 anos e 4 de 5 anos de idade), utilizando três técnicas sociométricas diferentes: (1) nomeações – 3 escolhas positivas, 3 negativas (2) escala de apreciação (rating scale) – cada criança foi classificada entre 1 (não gosta muito de brincar) e 3 (gosta muito de brincar); e (3) comparação entre pares (paired comparisons) – escolha de uma entre duas crianças, pelo critério gosta mais de brincar, em todas as díades possíveis no grupo.

Os resultados apontam para a existência de correlações estatisticamente significativa entre as diferentes medidas, isto é, coerência entre as medidas, que aumentam de magnitude em função da idade das crianças. Relativamente aos estatutos sociométricos, obtidos a partir da tarefa de nomeações, seguindo os procedimentos de Coie, Dodge e Coppotelli (1982), os resultados apontam para uma ausência de estabilidade das classificações sociométricas ao longo do desenvolvimento.


Palavras-chave


Medidas sociométricas; relações entre pares; estatuto sociométrico

Texto Completo:

PDF ()


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.509

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC