Questionário de diagnóstico local de segurança: Estudo numa comunidade urbana

Ana Isabel Sani, Laura M. Nunes

Resumo


Este texto apresenta de um questionário construído em colaboração com o Comando Metropolitano do Porto, que intervém numa comunidade urbana problemática, situada na freguesia da Sé, Porto. Subjacente à construção do questionário para levantamento de Diagnósticos Locais de Segurança (DLS), segundo as diretrizes ministeriais nacionais, esteve a necessidade de, naquela comunidade urbana, se caracterizar o sentimento de (in)segurança dos moradores nas suas componentes objetiva e subjetiva. O instrumento, cuja versão final é composta por cinco secções, foi administrado a uma amostra de 244 indivíduos de ambos os sexos, residentes, trabalhadores ou estudantes naquela região e com idades entre os 16 e os 82 anos. O estudo transversal e descritivo revelou o predomínio de uma perceção de segurança, não obstante a noção de aumento da criminalidade. O tráfico de drogas surgiu como crime mais frequente, e os mais temidos foram furto/roubo, assalto a residência e tráfico de drogas. O desemprego e os problemas económicos foram percebidos como causas para o aumento da criminalidade. A reabilitação urbana e o aumento de policiamento foram medidas sugeridas para aumentar a segurança. Estes e outros resultados reforçam a importância de diagnósticos locais de segurança, para a elaboração de estratégias preventivas adequadas a cada comunidade específica.


Palavras-chave


criminalidade; segurança; inquérito

Texto Completo:

PDF

Referências


Agra, C. (2002). Entre droga e crime (2ª ed.). Lisboa: Editorial Notícias.

Bardin, L. (2004). Análise de conteúdo (3ª Ed.; L. Reto & A. Pinheiro, Trad.). Lisboa: Edições 70. (Original publicado em 1977).

Brochu, S. (2000). La violence et la drogue. L’Intervenant, 16 (3), 4-7.

Carrión, F. (2002). Entre el crímen y el castigo. Seguridad ciudadana y control democrático en America Latina y el Caribe. República Dominicana: Nueva Sociedad.

Davidson, W. & Cotter, P. (1991). The relationship between sense of community and subject well-being: a first look. Journal of Community Psychology, 19, 246-253.

Direcção Geral de Administração Interna (2009). Manual de diagnósticos locais de segurança. Uma compilação de normas e práticas internacionais (M. Correia, Trad.). Lisboa: Ministério da Administração Interna. Disponível em http://www.dgai.mai.gov.pt/cms/files/conteudos/Manual%20Diagnosticos%20Locais%20de%20Seguranca.pdf

Fernandes, L. & Rêgo, X. (2011). Por onde anda o sentimento de insegurança? Problematizações sociais e científicas do medo à cidade. Etnográfica, 15(1), 167-181.

Garcia, J. (2006). Indisciplina, incivilidade e cidadania na escola. Educação Temática Digital, 8(1), 121-130.

Girard, C. (2012). Planning, management and evaluation. In L. Fennelly (Ed.). Handbook of loss prevention and crime prevention (5ª Ed.; pp. 158-168). Waltham: Butterworth-Heinemann.

Hope, T. (2009). Evaluation of safety and crime prevention policies in England and Wales. In P. Robert (Ed.). Evaluate safety and crime prevention policies in Europe (pp. 91-121). Brussels : VUBPress.

Leite, M. (2005). Violência, insegurança e cidadania. Reflexões a partir do Rio de Janeiro. Observatório da Cidadania, 66-70.

Lemos, A., Filho, E. & Jorge, M. (2005). Um modelo para a análise socioeconómica da criminalidade no município de Aracaju. Estudos Econômicos, 35 (3), 569-594.

Lisboa, M. & Dias, A. (2008). Organizações e meio envolvente: o caso do “policiamento de proximidade”. VI Congresso de Sociologia. Mundos Sociais: Saberes e Práticas. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa.

McMillan, D. & Chavis, D. (1986). Sense of Community: A Definition and Theory. Journal of Community Psychology, 14, 6-23.

Neme, C. (2005). Violência e segurança: um olhar sobre a França e o Brasil. Revista de Sociologia e Política, 25, 123-137.

Omoto, A. (2002). Considerations of community. The context and process of volunteerism (abstract). American Behavioral Scientist, 45(5), 846-867.

Ornelas, J. (2008). Psicologia comunitária. Lisboa: Fim de Século.

Sani, A. & Nunes, L. (2012). Relatório de inquérito. Diagnóstico local de segurança na freguesia da Sé (Porto). Porto: Universidade Fernando Pessoa. Disponível em http://bdigital.ufp.pt/bitstream/10284/3313/1/Relat%C3%B3rio-Bairro%20da%20S%C3%A9%20_31.07.12_%20%5Bpublica%C3%A7%C3%A3o%20online%5D.pdf

Santos, B. (2005). Os tribunais e as novas tecnologias de comunicação e de informação. Sociologias, 7(13), 82-109.

Seabra, H. (2005). Delinquência a preto e branco. Estudo de jovens em reinserção. Porto: ACIME.

Silva, N. (2010). Cidadania e segurança: uma análise prospectiva. I Congresso Nacional de Segurança e Defesa. Para uma Estratégia de Segurança Nacional. Lisboa: Centro de Congressos de Lisboa.

Skolnick, J. & Bayley, D. (2006). Policiamento comunitário (A. Pinheiro, Trad.). São Paulo: EDUSP. (Original publicado em 1988).




DOI: https://doi.org/10.14417/ap.609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '