A elaboração da psicologia sócio histórica cultural: As cartas vigotskianas

João Batista Martins, Nara Akemi H. P. Alves

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar as cartas de Lev Semenovich Vigotski, escritas no período de 1926 à 1934 e publicadas no Journal of Russian and East European Psychology. Esta é uma oportunidade de conhecermos um pouco mais sobre a realidade em que Vigotski viveu, e acessarmos seu itinerário intelectual, identificando os círculos de suas relações, suas preocupações acadêmicas e suas reflexões teóricas acerca da construção da teoria sócio histórica cultural. Tal tarefa ocorreu em dois momentos, primeiramente, na tradução e sistematização das cartas e, posteriormente, na análise dessas, embasada no referencial teórico de estudiosos da teoria vigotskiana. Após breve introdução do momento histórico da psicologia soviética, traçamos três perspectivas que nos auxiliaram a analisar as cartas: (1) a situação de sua saúde e os impedimentos para realizar seu trabalho; (2) uma reflexão crítica sobre a psicologia, com vistas a criar as condições para a emergência de uma nova psicologia; (3) a consolidação do grupo de trabalho, afastamentos e rupturas, em torno de questões relativas a psicologia e seus desdobramentos teóricos e metodológicos. Enfatizamos a maneira humanista com que Vigotski vivenciou esses momentos.


Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.659

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC