O tempo subjectivo como instrumento (des)adaptativo no processo desenvolvi - mental

Victor E. C. Ortuño, Maria Paula Paixão, Isabel Nunes Janeiro

Resumo


A Perspectiva Temporal – PT (Zimbardo & Boyd, 1999) é o processo através do qual as experiências pessoais e sociais dos sujeitos são categorizadas, arquivadas e recuperadas mediante categorias temporais que têm por base as noções subjectivas do passado, o presente e o futuro. Assim, através de uma análise da PT é possível compreender mudanças em diversas variáveis, tenham estas um carácter funcional (auto-estima, investimento escolar, comportamentos pró-activos e de empreendedorismo) ou disfuncional (consumo de drogas, comportamentos de risco, depressão) no processo desenvolvimental dos sujeitos. São apresentados dois estudos, de forma a validar esta tese. No primeiro é explorada a relação entre a PT e o desempenho académico, os resultados sugerem que os sujeitos com uma forte visão Fatalista do Presente assim como aqueles com baixa orientação para o Futuro, apresentam piores resultados académicos do que aqueles com uma forte orientação pessoal para o Futuro, resultados que são coincidentes com outros estudos prévios (Boniwell & Zimbardo, 2004; Lens & Tsuzuki, 2007). No segundo estudo é analisada a relação da PT com a auto-estima, no qual se verifica uma importante relação entre as dimensões de Passado Negativo, Presente Hedonista e Futuro Negativo com a auto-estima.

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.752

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC