Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS): II – Estudo Psicométrico

Iolanda Costa Galinha, José Luis Pais-Ribeiro

Resumo


Estudo da adaptação da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS; Watson, Clark & Tellegen, 1988) para a população portuguesa. A metodologia do estudo procurou replicar o estudo de desenvolvimento da escala original.

Tal como o estudo original, pediu-se a 348 estudantes universitários que respondessem em que medida experienciaram as 60 emoções (traduzidas para Português) propostas por Zevon e Tellegen (1982) “durante os últimos dias” e “durante as últimas semanas”, numa escala de 5 pontos. A versão portuguesa da PANAS consiste em 20 emoções com duas sub-escalas, o afecto positivo e o afecto negativo.

A análise dos dados resultou numa versão portuguesa muito semelhante à original americana, em que 13 itens são iguais e em que todas as categorias originais estão representadas. Os resultados indicam uma consistência interna adequada de α= 0,86 para a escala de afecto positivo e de α= 0,89 para a escala de afecto negativo. Tal como era esperado, em semelhança à escala original, a correlação entre a escala de afecto positivo e de afecto negativo situou-se perto do zero (r=-0,10), determinando a ortogonalidade entre as sub-escalas de afecto positivo e negativo.


Palavras-chave


Validação portuguesa; Escala de Afecto Positivo e Negativo; PANAS

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.84

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC