Conciliação família-trabalho vivida a dois: Um estudo qualitativo com casais de duplo emprego

Mariana Mendonça, Paula Mena Matos

Resumo


O presente estudo, de caráter exploratório, pretende conhecer o modo como casais com crianças em idade pré-escolar conciliam a vida profissional e familiar, recorrendo a uma metodologia qualitativa. A amostra foi constituída por 8 casais de duplo emprego, 16 participantes, com filhos em idade pré-escolar, com os quais foi realizada individualmente uma entrevista semiestruturada, construída para o efeito. Na análise de conteúdo utilizou-se o QSR NVivo 8. Os resultados apontam para a existência de experiências de compensação, segmentação e sobretudo de interferência na conciliação do trabalho e da família. Para além das estratégias mais funcionais, emergiram nos discursos outras do domínio da intimidade, nomeadamente a importância da atenção e respeito pelo outro, da autenticidade e do self-disclosure para um balanço positivo do envolvimento familiar e profissional. Assim, o parceiro romântico é descrito como base segura e porto seguro, sugerindo que a vinculação e a intimidade têm um papel relevante no processo de conciliação dos casais.


Palavras-chave


conciliação trabalho-família; intimidade; casal

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '