Diferenças entre expectativas e adaptação acadêmica de universitários de diversas áreas do conhecimento

Ana Maria da Silva Porto, Adriana Benevides Soares

Resumo


Os jovens calouros que ingressam no Ensino Superior, muitas vezes apresentam expectativas diferentes em relação ao curso, que podem refletir na sua adaptação e no seu sucesso acadêmico. O objetivo desse estudo foi investigar diferenças entre estudantes de diversas áreas do conhecimento em relação a expectativas e adaptação acadêmica. Participaram desse estudo 400 alunos de instituições públicas e privadas do estado do Rio de Janeiro, com idades entre 18 e 59 anos, que responderam a três questionários, sendo um sociodemográfico, um sobre as expectativas e outro sobre as vivências acadêmicas. Os resultados indicaram que os alunos das áreas das Ciências Exatas e Humanas apresentaram mais expectativas em relação aos das outras áreas do conhecimento com diferença estatística significativa para o fator Utilização de Recursos. Entretanto, quanto à adaptação, as maiores médias foram para os alunos das áreas de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas na dimensão Pessoal, das áreas de Humanas e Saúde na Carreira e das áreas de Humanas e Exatas na Institucional. Fatores pessoais como habilidades, conhecimentos e competências podem refletir positivamente na adaptação acadêmica, bem como a qualidade dos serviços oferecidos pela instituição, também pode possibilitar a concretização das expectativas dos universitários e assim facilitar a sua permanência.


Palavras-chave


Ensino superior, Universitários, Expectativas acadêmicas, Adaptação acadêmica.

Referências


Almeida, L. S., Ferreira, J. A., & Soares, A. P. (1999). Questionários de vivências académicas: Construção e validação de uma versão reduzida (QVA-r). Revista Portuguesa de Pedagogia, 33(3), 181-207. Recuperado de http://hdl.handle.net/1822/12080

Almeida, L. S., Gonçalves, A., Salgueira, A. P., Soares, A. P., Machado, C., Fernandes, E., M., ... Vasconcelos, R. (2003). Expectativas de envolvimento acadêmico à entrada na universidade: Estudo com alunos da universidade do Minho. Psicologia: Teoria, Investigação e Prática, 1, 3-15.

Almeida, L. S., & Soares, A. P. (2003). Os estudantes universitários: Sucesso escolar e desenvolvimento psicossocial. In E. Mercuri, & S. A. J. Polydoro (Eds.), Estudante universitário: Características e experiências de formação (pp. 15-40). Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária.

Astin, A. W. (1993). Whats matters in college? Four critical years revisited. San Franscisco: Jossey-Bass.

Bardagi, M. P., & Hutz, C. S. (2010). Satisfação de vida, comprometimento com a carreira e exploração vocacional em estudantes universitários. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 62(1), 159-170.

Bardagi, M. P., & Hutz, C. S. (2012). Mercado de trabalho, desempenho acadêmico e o impacto sobre a satisfação universitária. Revista de Ciências Humanas, 40(1), 183-198.

Bardagi, M. P., Lassance, M. C., & Paradiso, A. C. (2003). Trajetória acadêmica e satisfação com a escolha profissional de universitário em meio de curso. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 4(1/2), 153-166.

Bordão-Alves, D. P., & Melo-Silva, L. L. (2008). Maturidade ou imaturidade na escolha da carreira: Uma abordagem psicodinâmica. Avaliação Psicológica, 7(1), 23-34.

Castellanos, M. E. P., Fagundes, T. L. Q., Nunes, T. C. M., Gil, C. R. R., Pinto, I. C. M., Belisário, S. A., . . . Aguiar, R. A. T. (2013). Estudantes de graduação em saúde coletiva: Perfil sociodemográfico e motivações. Ciência & Saúde Coletiva, 18(6), 1657-1666.

Cervato-Mancuso, A., & Silva, M. E. W. (2012). Percepção e expectativas dos alunos ingressantes no curso de nutrição. Revista de cultura e Extensão USP, 8, 79-95.

Dias, M. S. L., & Soares, D. H. P. (2012). A escolha profissional no direcionamento da carreira dos universitários. Psicologia: Ciência e Profissão, 32(2), 272-283.

Fernandes, E. P., & Almeida, L. S. (2005). Expectativas e vivências académicas: Impacto no rendimento dos alunos do primeiro ano. Psychologica, 40, 267-278.

Fernandes, V. M. P. (2011). Adaptação académica e autoeficácia em estudantes universitários do 1º ciclo de estudos (Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando Pessoa, Porto). Recuperado de http://hdl.handle.net/10284/2253

Freitas, H. C. N. M., Raposo, N., A. V., & Almeida, L. S. (2007). Adaptação do estudante ao ensino superior e rendimento académico: Um estudo com estudantes do primeiro ano de enfermagem. Revista Portuguesa de Pedagogia, 41(1), 179-188.

Friedlander, L. J., Reid, G. J., Shupak, N., & Cribbie, R. (2007). Social support, self-esteem, and stress as predictors of adjustment to university among first-year undergraduates. Journal of College Student Development, 48(3), 259-274. doi: 10.1353/csd.2007.0024

Gerk, E., Cardoso, J. A. R., & Krafft, L. M. (2011). Ajustamento de alunos ingressantes ao ensino superior: O papel do comportamento exploratório vocacional. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 11(2), 719-724.

Gomes, G., & Soares, A. B. (2013). Inteligência, habilidades sociais e expectativas acadêmicas no desempenho de estudantes universitários. Psicologia: Reflexão e Crítica, 26(4), 780-789.

Gomes, M. J., Monteiro, M., Damasceno, A. M., Almeida, T. J. S., & Carvalho, R. B. (2010). Evasão acadêmica no ensino superior: Estudo na área da saúde. Revista Brasileira de Pesquisa em Saúde, 12(1), 6-13.

Granado, J. I., Santos, A. A. A., Almeida, L. S., Soares, A. P., & Guisande, M. A. (2005). Integração académica de estudantes universitários: Contributos para a adaptação e validação do QVA-r no Brasil. Psicologia e Educação, 4(2), 31-41.

Guimarães, L. A. C., Gaudêncio, C. A., Andrade, J. M. A., Sá, L. A., Palhano, D. P., Dias, C. S. S., ... Vieira, A. M. S. (2011, Novembro). Relação entre dados sociodemográficos e vivências acadêmicas: Aspectos psicossociais. Trabalho apresentado no Décimo Sexto Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO. Recife, PE. Recuperado de http://www.encontro2011.abrapso.org.br/site/textoscompletos

Howard, J. A. (2005). Why should we care about student expectations? In T.E. Miller, B. E. Bender., & J. H. Schuh (Eds.), Promoting reasonable expectations: Aligning student and institutional thinking about the college experience (pp. 10-33). San Francisco: Jossey- Bass.

Igue, E., Bariani, I. C. D., & Milanesi, P. V. B. (2008). Vivência acadêmica e expectativas de universitários ingressantes e concluintes. Psico-USF, 13(2), 155-164.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2014). Censo da educação superior 2012: Sinopses estatísticas da Educação Superior - graduação.

Kuh, G. D., Cruce, T. M., Shoup, R., Kinzie, J., & Gonyea, R. M. (2008). Unmasking the effects of student engagement on first-year college grades and persistence. The Journal of Higher Education, 79(5), 540-563.

Lobo, M. B. (2015). Evasão: Fuga da universidade. In L. Matias (Ed.), Guia do Estudante: Ensino Superior (pp. 20-25). São Paulo: Abril.

Malmberg, L., Ehrman, J., & Lithen, T. (2005). Adolescent’s and parent’s future beliefs. Journal of Adolescence, 28, 709-723. doi:10.1016/j.adolescence.2004.12.007

Miller, T. E. (2005). Student persistence and degree attainment. In T. E. Miller, B. E. Bender, & J. H. Schuh (Eds.), Promoting reasonable expectations: Aligning student and institutional views of the college experience (pp. 122-139). São Francisco: Jossey-Bass.

Mudarra, M. J., & Martínez, A. L. (2014). The career key: Validation of a vocational guidance instrument. Electronic Journal of Research in Educational Psychology, 12 (3), 887-912. doi: http://dx.doi.org/10.14204/ejrep.34.14019

Nadelson, L. S., Semmelroth, C., Martinez, G., Featherstone, M., Fuhriman, C. A., & Sell, A. (2013). Why did come here? – The influences and expectations of first-year students’ college experience. Higher Education Studies, 3(1), 50-62.

Noronha, A. P. P., Martins, D. F., Gurgel, M. G. A., & Ambiel, R. A. M. (2009). Estudo correlacional entre interesses profissionais e vivências acadêmicas no ensino superior. Psicologia Escolar e Educacional, 13(1),143-154.

Oliveira, M. D., & Melo-Silva, L. L. (2010). Estudantes universitários: A influência das variáveis socioeconômicas e culturais na carreira. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, 14(1), 23-34.

Pachane, G. G. (2003). A experiência universitária e sua contribuição ao desenvolvimento pessoal do aluno. In E. Mercuri, & S. A. J. Polydoro (Eds.), Estudante universitário: Características e experiências de formação (pp. 155-186). Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária.

Polydoro, S. A. J. (2000). O trancamento de matrícula na trajetória acadêmica do universitário: Condições de saída e de retorno à instituição (Tese de Doutorado). Recuperado de http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000219642

Santos, A. A. A., Polydoro, S. A. J., Scortegagna, S. A., & Linden, M. S. S. (2013). Integração ao ensino superior e satisfação acadêmica em universitários. Psicologia: Ciência e Profissão, 33(4), 780-793.

Santos, L. (2000). Vivências académicas e rendimento escolar: Estudo com alunos universitários do 1º ano (Tese de Doutorado). Recuperado de http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/206

Santos, A. A. A., Noronha, A. P., Amaro, C. B., & Villar, J. (2005). Questionário de Vivência Acadêmica: Estudo da consistência interna do instrumento no contexto brasileiro. In M. C. R. A. Joly, A. A. A. A. Santos, & F. F. Sisto (Eds.), Questões do cotidiano universitário (pp. 159-178). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Sarriera, J. C., Paradiso, A. C., Schütz, F. F., & Howes, G. P. (2012). Estudo comparativo da integração ao contexto universitário entre estudantes de diferentes instituições. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 13(2), 163-172.

Schleich, A. L. R. (2006). Integração na educação superior e satisfação acadêmica de estudantes ingressantes e concluintes: Um estudo sobre relações (Dissertação de Mestrado). Recuperado de www.bibliotecadigital.unicamp.br

Schleich, A. L. R., Polydoro, S. A. J., & Santos, A. A. A. (2006). Escala de satisfação com a experiência acadêmica de estudantes do ensino superior. Avaliação Psicológica, 5(1), 11-20.

Silva Filho, R. L. L., Montejunas, P. R., Hipólito, O., & Lobo, M. B. C. M. (2007). A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, 37(132), 641-649.

Soares, A. B., & Del Prette, Z. A. P. (2015). Habilidades sociais e adaptação à universidade: Convergências e divergências dos construtos. Análise Psicológica, 33(2), 139-151.

Soares, A. B., Francischetto, V., Dutra, B. M., Miranda, J. M., Nogueira, C. C. C., Leme, V. R., ... Almeida, L. S. (2014). O impacto das expectativas na adaptação acadêmica dos estudantes no Ensino Superior. Psico-USF, 19(1), 49-60.

Soares, A. P., & Almeida, L. S. (2001). Transição para a universidade: Apresentação e validação do Questionário de Expectativas Académicas (QEA). In B. D. Silva, & L. S. Almeida (Eds.), Anais do Quarto Congresso Galaico-Português de Psicopedagogia (Vol. 2, pp. 899-909). Braga: Centro de Estudos em Educação e Psicologia. Recuperado de http://hdl.handle.net/1822/12107

Soares, A. P., & Almeida, L. S. (2005). Questionário de Envolvimento Académico (QEA): Novos elementos para a sua validação. Psicologia: Teoria, Investigação e Prática, 10(2), 139-158.

Soares, A. P., Almeida, L. S., Diniz, A., & Guisande, M. A. (2006). Modelo Multidimensional de Ajustamento de Jovens ao Contexto Universitário (MMAU). Análise Psicológica, 1(24), 15-27.

Solberg Nes, L., Evans, D. R, & Segerstrom, S. C. (2009). Optimism and college retention: Mediation by motivation, performance and adjustment. Journal of Applied Social Psychology, 39(8), 1887-1912.

Tavares, W. M., Couto, G., & Silva, R. L. F. (2012). Perfil de relações interpessoais e habilidades sociais de estudantes de Psicologia. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 3(1), 75-92.

Teixeira, M. A. P., Castro, A. K. S. S., & Zoltowiski, A. P. C. (2012). Integração acadêmica e integração social nas primeiras semanas na universidade: Percepções de estudantes universitários. Gerais: Revista Interestitucional de Psicologia, 5(11), 69-85.

Teixeira, M. A. P., Dias, A. C. G., Wottrich, S. H., & Oliveira, A. M. (2008). Adaptação à universidade em jovens calouros. Psicologia Escolar e Educacional, 12(1), 185-202.

Traverso-Yépez, M., & Morais, N. A. (2004). Idéias e concepções permeando a formação profissional entre estudantes das ciências da saúde da UFRN: Um olhar da Psicologia Social. Estudos de Psicologia, 9(2), 325-333.

Trindade, L. M. D. F., & Vieira, M. J. (2013). O aluno de medicina e estratégias de enfrentamento no atendimento ao paciente. Revista Brasileira de Educação Médica, 37(2), 167-177.

Villar, J. D., & Santos, A. A. A. (2001). Questionário de Vivência Universitária: Adaptação para estudantes brasileiros. Manuscrito não publicado. Itatiba, SP. Universidade São Francisco.

Wiles, J. M., Chechi, P., & Dias, C. G. (2010, Novembro). Fatores promotores e inibidores na adaptação à universidade. Trabalho apresentado no Décimo Quarto Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão. Recuperado de www.unifra.br/eventos/sepe2010/Trabalhos/humanas/4882.pdf‎


Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISBN (in print): 0870-8231 | ISBN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | Portal otimizado para Internet Explorer 10, Firefox 32+, Chrome 37+ e Safari 5+.