Sistemas de recompensa: Uma analise empírica de antecedentes e consequências

Graciete Honrado, Miguel Pina e Cunha, Francisco Cesário

Resumo


O objectivo principal deste estudo consistiu em analisar os antecedentes e consequências da configuração do sistema de recompensas. O trabalho avaliou a influência da cultura dominante de uma organização nas características do sistema de recompensas, bem como os efeitos deste no desempenho dos sujeitos. A questão de partida era: qual o contributo da configuração do sistema de recompensas de uma organização para a explicação do nível do desempenho dos seus trabalhadores? Este problema de investigação pode por sua vez subdividir-se nas seguintes questões: que dimensões da cultura organizacional influenciam a configuração do sistema de remuneração? Quais os efeitos do sistema de recompensas de uma organização no desempenhodos seus trabalhadores?

Os resultados sugerem que as características do sistema de recompensas de uma organização sofrem influências da cultura organizacional dominante, no que se refere nomeadamente ao nível da orientação competitiva ou orientação humanista. A cultura dominante e o nível de remuneração influem de forma significativa na percepção de equidade, ou seja, organizações com cultura orientada para a competição geram percepções de iniquidade enquanto que organizações de matiz cooperativo promovem percepções de equidade. Por último, as características do sistema de recompensas influenciam múltiplas dimensões do desempenho organizacional.


Palavras-chave


Sistemas de recompensa

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.360

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Nº ERC: 107494 | ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - CRL, 2012 | Rua Jardim do Tabaco, 34, 1149-041 Lisboa | NIF: 501313672 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons CC BY-NC