Perturbação de comportamento na infância: Diagnóstico, etiologia, tratamento e propostas de investigação futura

Renata Benavente

Resumo


A presente reflexão pretende abordar, de forma resumida, algumas questões relativas às perturbações de comportamento na infância. Havendo diversos estudos que relacionam este tipo de psicopatologia com criminalidade, perturbações psiquiátricas, toxicodependência e dificuldades de inserção social na idade adulta, importa tentar compreender e diagnosticar o fenómeno com a maior precocidade possível de modo a iniciar-se tratamento adequado atempadamente.

Aprofunda-se o diagnóstico de acordo com a DSM-III-R, abordando a importância das relações com os pares e os significados de alguns tipos de comportamento como a mentira ou furto. Apresentamos algumas das teorias explicativas da etiologia desta perturbação, numa linha psicanalítica. Por fim, fazemos algumas propostas concretas no que se refere ao tratamento, considerando as influências da família, da escola e do grupo de pares, propondo intervenções no âmbito da terapia familiar com recurso a programas de orientação parental.

O afastamento da criança da família pela colocação institucional ou em famílias de acolhimento, é considerado como alternativa facilitadora do processo terapêutico em que a criança deverá ser enquadrada. Colocamos, por fim, algumas hipóteses de investigação futura sobre esta perturbação.


Palavras-chave


Infância; distúrbio de comportamento; mentira; furto; família

Texto Completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14417/ap.363

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (in print): 0870-8231 | ISSN (online): 1646-6020 | Copyright © ISPA - Instituto Universitário, 2012 | O portal e metadados estão licenciados sob a licença Creative Commons 'CC BY-NC '